2017

Latim do Jurista [10] – Ignorancia legis neminem excusat | Blog Ronaldo Bastos [77]

Latim do Jurista [10] – Ignorancia legis neminem excusat | Blog Ronaldo Bastos [77]

  *** BLOG SUSTENTADO PELOS LEITORES. Se este post lhe ajudou, ajude financeiramente o blog a produzir conteúdos de forma independente. Clique no botão abaixo para doar qualquer valor ou deposite diretamente na minha conta: Ronaldo Carvalho Bastos Junior, Banco do Brasil, Agência 3056-2, Conta Corrente 20.605-9, CPF: 066.268.414-16😉 Anúncios __ATA.cmd.push(function() { __ATA.initSlot(‘atatags-2-5d335f16ea38a’, { collapseEmpty: ‘before’, sectionId: ‘1214811891’, location: 120, width: 300, height: 250 }); }); __ATA.cmd.push(function() { __ATA.initSlot(‘atatags-3-5d335f16ea392’, { collapseEmpty: ‘before’, sectionId: ‘1214811894’, location: 130, width: 300, height: 250 }); });

Anúncios
Apoie o Blog Ronaldo Bastos

Apoie o Blog Ronaldo Bastos

O Blog Ronaldo Bastos tem por objetivo contribuir para o ensino e a pesquisa em direito. Porém, ele só é possível de existir com o apoio financeiro dos alunos e a divulgação dos colegas pesquisadores. Se você gosta do nosso conteúdo, poderá ajudar com qualquer valor nas formas abaixo: Apoio via PayPal: Depósito na conta do produtor de conteúdo:  Ronaldo Carvalho Bastos Junior, Banco do Brasil, Agência 3056-2, Conta Corrente 20.605-9   Apoio mensal através de crowndfunding (financiamento coletivo): www.apoia.se/ronaldobastos Agradecemos seu apoio. Equipe Blog Continue lendo

Latim do Jurista [3] – Dura lex, sed lex | Blog Ronaldo Bastos [44]

Latim do Jurista [3] – Dura lex, sed lex | Blog Ronaldo Bastos [44]

*** BLOG SUSTENTADO PELOS LEITORES. Se este post lhe ajudou, ajude financeiramente o blog a produzir conteúdos de forma independente. Clique no botão abaixo para doar qualquer valor ou deposite diretamente na minha conta: Ronaldo Carvalho Bastos Junior, Banco do Brasil, Agência 3056-2, Conta Corrente 20.605-9, CPF: 066.268.414-16😉

Quase Jurista [4] – Minha Jurisprudência

Quase Jurista [4] – Minha Jurisprudência

*Esta é uma série de ficção. -Ah, eu já decidi um caso bem parecido… -E como foi a decisão, Dr. Magister? -Esse é o problema, Dr. Postulandi. Eu não me lembro. -Faz muito tempo? -Faz nada. Mas chegou quem eu precisava… Burócrata, qual é o meu entendimento sobre este caso aqui. -Doutor, ultimamente o senhor tem entendido que se o Promotor denunciou é porque o sujeito tem culpa no cartório. -Isso mesmo rapaz. Eu não disse que ele ia se lembrar? -Disse mesmo. -Burócrata, aproveite Continue lendo