5 métodos para escolher os melhores candidatos nas eleições

Como ter um voto consciente e escolher os melhores candidatos?

Penso que existe 5 modos de fazer isso.

1) ACESSAR O SITE DOS ÓRGÃOS ELEITORAIS

Para ser candidato a algum cargo eletivo, é preciso registrar a candidatura nos órgãos eleitorais: candidatos a Presidente, Deputado Federal e Senador devem registrar a candidatura no TSE. Já candidatos a governador e deputado estadual devem registrar no TRE. Então, uma primeira forma de escolher candidatos é ver as candidaturas que estão registradas nos órgãos eleitorais.

2) LER AS PROPOSTAS OU PLANOS DE GOVERNO DOS CANDIDATOS

Os candidatos a governador e presidente têm que registrar nos órgãos eleitorais um plano de governo, onde expõem, em síntese, o que irão fazer no caso de serem eleitos. A melhor forma de escolher um candidato é saber o que ele propõe. Conheça as propostas principais de cada candidato e veja com quais delas você mais se identifica.

3) ASSISTIR AO HORÁRIO ELEITORAL

O horário eleitoral gratuito pode ser uma importante ferramenta nessa tarefa, apesar de que você deve levar em conta que os principais candidatos possuem mais tempo de propaganda, como também são respaldados por equipes profissionais de marketing, que calculam todos os movimentos deles, a fim de torná-los mais agradáveis ao público.

4) AVERIGUAR SE O CANDIDATO POSSUI UMA VIDA DEDICADA À POLÍTICA

Saber se o candidato possui uma vida dedicada à política também é importante. Veja o passado do candidato: já foi condenado por corrupção, compra de votos ou teve que renunciar para não ser cassado? Se sim, vale a pena refletir se ele merece o seu voto. Por outro lado, além dos problemas relativos à corrupção, é preciso refletir sobre a sua atuação: que projetos de lei apresentou, que políticas públicas apoiou?

5) OBSERVAR O PARTIDO DO CANDIDATO TAMBÉM É IMPORTANTE

Outro ponto importante é em que partido ele milita. Esse partido formou coligações com outros partidos? Quais foram eles? Tudo isso é importante, afinal não há candidaturas independentes no Brasil, isto é, todo candidato precisa se filiar a algum partido político para concorrer às eleições.

E aqui saber as regras eleitorais é fundamental.

No Brasil, as eleições realizam-se por meio de dois sistemas, a saber: o sistema majoritário, aplicado aos cargos do Poder Executivo (presidente, governador e prefeito) e ao cargo de senador; e o sistema proporcional, adotado para os cargos do Poder Legislativo (deputado federal, deputado estadual, deputado distrital e vereador), exceto para senador.

O resultado do sistema majoritário é mais fácil. Quem receber mais votos é eleito.

Já o resultado do sistema proporcional é mais complicado de se entender, pois temos que fazer alguns cálculos.

Em primeiro lugar, temos que definir o chamado quociente eleitoral (QE), que é obtido pelo número de votos válidos (da eleição) divididos pelo número de cadeiras disputadas (QE = votos válidos / nº de cadeiras).

Depois, temos que fazer um outro cálculo para obter o chamado quociente partidário, que é obtido pela divisão dos votos válidos de cada partido político ou coligação pelo quociente eleitoral (QP = votos válidos da legenda ou da coligação / QE).

O resultado do quociente partidário corresponderá ao número de cadeiras a serem ocupadas pelo partido político ou pela coligação, ou seja, após o cálculo do QP serão definidos dentro do partido aqueles candidatos que terão sido eleitos dentre os que tiveram mais votos, sendo que a sobra de vagas será calculada pelo número de votos válidos do partido ou da coligação dividido pelo número de lugares obtidos mais um. A vaga será daquele que alcançar o maior resultado.

Eu sei que pode ser um pouco confuso, mas o que eu quero que vocês saibam é que votar no candidato significa também votar no partido ou na coligação partidária. Daí a importância de se observar e conhecer não apenas as propostas do candidato, mas também as dos partidos políticos e das coligações.

Qual a consequência disso tudo? Vocês deverão estar atentos não só aos seus candidatos, mas também aos demais candidatos que concorrem pela legenda ou coligação formada pelo partido do candidato de sua preferência, tendo em vista que sua opção contribuirá para a eleição daqueles.

É isso. Espero que este conteúdo ajude vocês. Boas eleições.

 

 

Anúncios

Deixe uma resposta