A ONU tem um “Martelo de Thor”?

Olá, meus amigos!

Hoje eu trago uma curiosidade sobre a Organização das Nações Unidas.

Se você acompanha o universo dos super-herois da Marvel sabe que uma das armas mais imponentes que existe é o Martelo de Thor. Não só pelo martelo em si, mas pelas múltiplas habilidades que ele proporciona a quem o carrega, que vão do teletransporte até à manipulação do clima.

Mas o que você não sabe é que o Presidente da Assembleia Geral da ONU também possui um martelo e ele é chamado de “Martelo de Thor”.

Esse é um detalhe que eu não contei a vocês quando falei da história do surgimento da ONU ou de como visitar a sua sede.

Que martelo é esse?

Em 1952, quando a sede principal da ONU em Nova York foi inaugurada, o representante da Islândia, que se chamava Thor Thors, apresentou um Martelo ao Presidente da Assembleia Geral. O presidente aceitou e passou a utilizá-lo nas reuniões da Assembleia Geral.

Portanto, o “Martelo de Thor” não tem nada a ver com a Marvel, mas ao nome do diplomata islandês.

O martelo “serviu” à ONU por oito anos.

Porém, em 1960 o martelo quebrou por ação do Presidente em exercício da Assembleia, o embaixador Irlandês Frederick Boland. E a situação foi um tanto engraçada.

O presidente queria acalmar o representante da União Soviética, Nikita Kruschchev, que estava batendo com seu sapato em cima da mesa. Ao bater com força o martelo, ele quebrou.

martelo 5

Muitos países, em solidariedade a Boland, enviaram novos martelos. No entanto, para manter a tradição a ONU solicitou que a própria Islândia produzisse uma cópia exata do martelo utilizado.

A Islândia produziu e enviou o martelo, que “serviu” à ONU por quase 50 anos.

E para quê é usado o martelo?

Em geral, ele é usado para:

  1. Declarar o início e o fim das reuniões;
  2. Aprovar a agenda da ONU;
  3. Realizar a eleição de funcionários da organização; e
  4. Adoção de resoluções.

Às vezes, é utilizado para ordenar as sessões, como no caso de Nikita Kruschchev.

Mas como história boa nunca termina, em 2005 o martelo simplesmente sumiu!

Desta vez, a própria Islândia já se ofereceu para produzir um novo martelo. A encomenda foi realizada à Sigridur Kristjansdottir, um dos entalhadores mais famosos daquele país.

A ONU só fez um pedido: a madeira teria que ser bastante resistente.

No martelo está inscrita uma frase bem significativa, que remonta a uma das grandes sagas islandesas do século X: “A sociedade deve ser construída com base em leis”.

MARTELO3

Neste momento, você pode estar se perguntando: por que a Islândia?

Bom, acredita-se que a Islândia tenha uma das democracias mais antigas do mundo, que data do ano 930. Por isso é que, quando a ONU foi criada, a Islândia teve a ideia de entregar o martelo islandês ao Presidente da Assembleia Geral, para lembrá-lo de manter os ideais democráticos…

O irônico é que quem olha o martelo não o identifica imediatamente com um instrumento de paz. Na verdade, ele parece mais com um símbolo da era viking, quando predominava as práticas da conquista e da pilhagem, que são abominados tanto pelo Direito Internacional quanto pelas Nações Unidas.

Porém, como se sabe, às vezes é preciso o emprego da força para a manutenção da paz e da segurança internacionais.

Que o martelo de Thor nos proteja!

Anúncios

Deixe uma resposta